Sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

Foi há 50 anos!

 

Jorge Araújo

 

Escutava ontem Mário Soares na sessão de lançamento de seu último livro – Cartas e Intervenções Políticas no Exílio – e a memória transportou-me para outros tempos, tempos anteriores a ele e eu termos partido para os nossos exílios. Era eu um gaiato de vinte e poucos anos, estudante do 3.º ano de engenharia mecânica do Instituto Superior Técnico e recentemente expulso da universidade;  ele era um advogado de renome, um acérrimo opositor ao Estado Novo, que não hesitava em defender os presos políticos mesmo quando estes eram militantes comunistas, como eu. 

 Soares no CCB 27.11.jpg

 

Fig.1 – Mário Soares agradece a David Castaño e a João Galamba a apresentação do seu livro

Foi há 50 anos que o conheci. Encontrámo-nos numa cela do Forte-prisão de Caxias-Sul, escura e fria, preparada para que o encontro dos presos com os seus advogados fosse o mais incómodo e, evidentemente, vigiado. Estou a vê-lo com uma farta cabeleira ondulada, bochechas já salientes, a mesma voz ligeiramente nasalada e um optimismo encorajante.  Nem uma só palavra que denunciasse algum diferendo de natureza ideológica.

Tornámo-nos a encontrar pouco tempo depois, no Tribunal da Boa-Hora – mas de má memória – perante o famigerado Juiz Silva Caldeira e os acusadores da PIDE. O seu objectivo, como advogado de defesa, era evitar que me condenassem a uma “pena maior”. Na verdade, a uma “pena maior” acresciam sempre “medidas de segurança” que prolongavam arbitrariamente a pena por períodos de 3 anos, indefinidamente prorrogáveis. Conheci alguns alentejanos nessas circunstâncias. Mário Soares conseguiu que o meu “castigo” se reduzisse a um ano: um ano durante o qual pude assistir, de uma janela de Caxias, sempre aberta à chuva e ao vento, ao levantamento dos pilares da ponte sobre o Tejo.

Muitos anos passaram e, com eles, os nossos exílios. Voltámos a encontrar-nos quando ele era Presidente da República e eu, Reitor da Universidade de Évora. E depois disso, Mário Soares visitou a Universidade várias vezes, acompanhando diversos eventos e concedendo o seu alto patrocínio à criação da Fundação Luís de Molina. Quando terminou as funções de supremo magistrado da Nação, a UÉ, por minha iniciativa, outorgou-lhe o grau de Doutor Honoris Causa, tendo sido seu patrono, o Director Geral da Unesco, Frederico Mayor Zaragoza. 

 

Soares.jpg

 

Fig. 2 - Mário Soares numa das várias visitas à UÉ

 

Ao aproximar-se dos 90 anos, Mário Soares anunciou, perante uma sala do CCB cheia de amigos e admiradores, que ainda tenciona escrever mais alguns livros, de testemunho sobre períodos históricos que viveu e sobre as personalidades ímpares que conheceu em todo o Mundo.

Mário Soares foi sempre uma personalidade maior – e consequentemente controversa – pela clarividência política, pela coragem e acutilância com que defende os princípios em que acredita, mas também pela humanidade que impregna o seu percurso de vida. Destaco neste momento a coragem que se lhe reconhece de priorizar a amizade mesmo que para isso, infrinja dos cânones do “politicamente correto”. Recordo que Mário Soares, então Presidente da República, teve a coragem de ir à Tunísia, em 1994 salvo erro, testemunhar a sua amizade a Bettino Craxi, que fora Primeiro Ministro Italiano de um governo socialista e que se encontrava fugido à justiça no âmbito do processo “mãos limpas”.

 

 

 

Publicado por lapenseenedoit às 18:56

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Pesquisar neste blog

 

.subscrever feeds

.Posts recentes

. Doutoramento Honoris Caus...

. Foi há 50 anos!

. Academia do Sul

. Rui Nabeiro, solidário e ...

. A irmã Lúcia ao Panteão!

. Academia do Alentejo

. Estratégia, precisa-se

. Estado Padrão - Estado La...

. Fim de linha

. Uma morte anunciada

.Arquivos

. Abril 2017

. Novembro 2014

. Abril 2014

. Janeiro 2014

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Dezembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Abril 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

.Mais sobre mim

.Fotos